Governador de São Paulo ameaça prender quem desrespeitar regras de distanciamento social

Sistemas que monitoram aglomerações e deslocamentos indicam que mais brasileiros saíram às ruas nos últimos dias, apesar da orientação do Ministério da Saúde e de governos estaduais para “ficar em casa”. Com isso, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que poderá ordenar a prisão de quem não obedecer às regras de distanciamento social.

“Se não houver neste final de semana consciência das pessoas, seja na capital de São Paulo ou em qualquer outra região, nós estamos monitorando isso pelos celulares, a partir de segunda-feira o governo do Estado tomará medidas mais rigorosas e mais duras, inclusive com a penalização de prisão para as pessoas que desobedecerem essa orientação”, declarou Doria.

Segundo ele, a movimentação deste fim de semana será avaliada e, se não atingir os parâmetros desejados, medidas mais duras serão anunciadas a partir de segunda-feira (13) em conjunto com a prefeitura da capital paulista.

“Eu espero, sinceramente, que nós não tenhamos que chegar a esse patamar, a esse nível, mas, se tivermos que fazer, vamos fazer em defesa da vida”, afirmou.

Comentários