Governador gaúcho diz que a aprovação da reforma administrativa do Estado permitirá pagar os salários dos servidores em dia


Eduardo Leite (foto) se reuniu com o ministro da Economia, Paulo Guedes
(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O governador Eduardo Leite afirmou que somente com a aprovação da reforma administrativa, que reestrutura as carreiras dos servidores e diminui os gastos com a folha de pagamentos, o Rio Grande do Sul poderá voltar a pagar os salários dos servidores em dia.

“Os servidores são também cidadãos que pagam a conta com a falta de investimentos, com os salários não estando em dia e com os serviços públicos se precarizando. Então, é do interesse deles também a resolução dos problemas do Estado”, declarou Leite. Ele se reuniu, na terça-feira (10), com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir a adesão do RS ao Regime de Recuperação Fiscal.

O governador disse estar confiante na aprovação do pacote de medidas enviado pelo Executivo à Assembleia Legislativa, previsto para ser votado na semana que vem. Leite afirmou que intensificará as articulações com os deputados estaduais.

Nas últimas semanas, o Rio Grande do Sul tem enfrentado uma onda de protestos de servidores públicos insatisfeitos com os atrasos salariais e com o pacote apresentado pelo governo.

Recuperação fiscal

Em relação à adesão do RS ao Regime de Recuperação Fiscal, que prevê a suspensão do pagamento de dívidas com a União em troca de um pacote de ajustes fiscais, Leite reiterou ser contra a privatização do Banrisul. Esse é um dos principais pontos de divergência entre o governo gaúcho e o Tesouro Nacional.

Comentários