Governo edita decreto orçamentário com maiores bloqueios nas pastas de Cidadania e Educação

Na noite desta terça-feira (30), o governo publicou, em edição extraordinária do Diário Oficial da União, o decreto de programação orçamentária com o detalhamento do chamado contingenciamento (bloqueio) de mais R$1,44 bilhão em gastos no Orçamento de 2019. O bloqueio adicional na peça orçamentária, que se soma aos R$29,7 bilhões divulgados no mês de março, tem como objetivo tentar cumprir a meta de déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar as despesas com juros) do governo neste ano, de até R$ 139 bilhões.

A pasta mais afetada foi a de Cidadania, que perdeu R$ 619,2 milhões. Em segundo lugar, vem o Ministério da Educação, com R$ 348,5 milhões bloqueados. Em terceiro, está o Ministério da Economia, com R$ 282,6 milhões retidos. Em quarto lugar na lista, o Ministério do Turismo teve R$ 100 milhões bloqueados. Além disso, foram afetados ainda os Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, das Relações Exteriores e do Meio Ambiente.

Comentários