Governo pode usar dados de celulares para localizar aglomerações de pessoas

As operadoras de telefonia celular vão oferecer ao governo federal dados que podem permitir o monitoramento da movimentação, do deslocamento e dos pontos de aglomeração de pessoas. As informações poderão ajudar, por exemplo, na identificação de situações de risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Segundo o Sinditelebrasil, sindicato que reúne as operadoras, os dados vão ser repassados pelas empresas Algar Telecom, Claro, Oi, Tim e Vivo. O que será disponibilizado ao governo, conforme a entidade, são os dados de mobilidade originados pelos celulares ligados às suas redes. Essas informações serão encaminhadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. De acordo com as operadoras, os dados fornecidos visam exclusivamente o combate à Covid-19.

As empresas informaram que os dados estarão em nuvem pública e organizados de forma agregada, estatística e anônima, de acordo com as normas da Lei Geral de Proteção de Dados e do Marco Civil da Internet.

Comentários