Governo prorroga suspensão da prova de vida para servidores até o fim de novembro

Recadastramento é exigido no mês do aniversário de aposentados e pensionistas. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

O governo decidiu manter suspensa a exigência de recadastramento anual de servidores aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis que recebem pelo Siape (Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos), a chamada prova de vida. A prorrogação vale até 30 de novembro e foi publicada nesta quinta-feira (22) no Diário Oficial da União.

A suspensão da prova de vida foi determinada em março, quando tiveram início no Brasil as medidas de isolamento social para conter a disseminação da Covid-19. A medida foi prorrogada uma vez até o dia 30 de setembro e depois passou a valer até o dia 31 de outubro.

O objetivo da suspensão é reduzir a possibilidade de disseminação da Covid-19 entre beneficiários, a maioria idosos. A prova de vida anual é obrigatória no mês de aniversário e é condição necessária para evitar a suspensão do pagamento do benefício.

Segundo a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, posteriormente, será estabelecido o prazo e a forma para a comprovação de vida de quem foi contemplado pela suspensão da prova de vida anual.

Na semana passada o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) também prorrogou, até 30 de novembro, a suspensão da prova de vida para os beneficiários do INSS.

Comentários