Homem é preso por estupro de menina de 5 anos morta por asfixia em Santa Maria

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A polícia indiciou o homem suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 5 anos, em Santa Maria, na Região Central do estado, na madrugada do dia 7 de setembro. Na ocasião, a criança foi asfixiada e chegou a ser levada pela mãe ao Hospital Universitário, mas não resistiu e morreu. O indiciado é filho do padrasto da menina. Ele confessou à polícia ter cometido o estupro e foi preso preventivamente.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (17), o delegado Sandro Meinerz disse que o suspeito, de 18 anos, não tinha intenção de matar a criança. “Um dos crimes mais chocantes que tivemos em Santa Maria. É um crime hediondo e o indiciamento é estupro qualificado, não por homicídio. A intenção era violência sexual. Não havia necessidade de matar porque a vítima não falava”, disse o delegado.

No último dia 9, a polícia divulgou um laudo que apontou que uma asfixia mecânica provocou a morte da menina. Conforme a polícia, a asfixia pode ter sido causada por uma mão, um travesseiro ou até mesmo por alguma secreção ou comida ingerida pela criança.

A menina, que tinha paralisia cerebral, precisava de cuidados constantes e não se alimentava sozinha nem caminhava. O resultado da perícia apontou que ela foi vítima de estupro e morta por asfixia. A Polícia Civil não fornece os nomes do autor e da vítima porque o caso está em segredo de Justiça.

Comentários