Imóveis de luxo e veículos de quadrilha são sequestrados pela polícia no Vale do Sinos

A Polícia Civil deflagrou a terceira fase da Operação Borgata com o objetivo de efetuar o sequestro de bens pertencentes a uma organização criminosa sediada no Vale do Sinos, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (13) pela corporação.

Durante as diligências, realizadas nas cidades de Novo Hamburgo e Estância Velha, foram sequestrados dois imóveis de luxo e dois veículos, totalizando cerca de 1 milhão e meio de reais. Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão. Os agentes apreenderam documentos.

Segundo o delegado Adriano Nonnenmacher, a organização criminosa é responsável pela distribuição de drogas em todo o Estado e realiza a lavagem de dinheiro por meio de uma rede de operadores financeiros e laranjas. “A Operação Borgata, em suas três fases, foi de extrema importância, visto que atingiu o núcleo financeiro da organização criminosa, descobrindo uma rede complexa de lavagem de dinheiro”, disse o delegado.

As três fases da Operação Borgata, ao longo deste ano, totalizaram 118 ordens judiciais cumpridas, entre mandados de busca e apreensão, prisões, sequestro de bens, quebras de sigilo e bloqueio de contas bancárias.

Comentários