Irmãos gêmeos são presos por crime contra a saúde pública no Estado

Também foram localizados produtos expostos à venda com prazo de validade vencido (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Dois irmãos gêmeos, farmacêuticos e proprietários responsáveis por duas farmácias em Porto Alegre e em Viamão foram presos na quinta-feira (29) por crime contra a saúde pública no Rio Grande do Sul.

Durante a diligência, decorrente de denúncia recebida pela Especializada, os agentes localizaram e apreenderam nas farmácias medicamentos sem qualquer indicação de procedência, não tendo o investigado apresentado qualquer documento comprobatório da licitude dos remédios, diversos deles inclusive de venda estritamente controlada (tarja preta), com a devida retenção de receituário médico.

Também foram localizados produtos expostos à venda com prazo de validade vencido, um deles aparentemente adulterado contendo na mesma embalagem duas indicações distintas de número de lote e de prazo de validade (uma delas expirada).

Segundo o delegado Sander Cajal, a venda desses medicamentos sem a necessária prescrição médica põe em sérios riscos a saúde e a vida desses consumidores, em especial, a utilização de remédios controlados (tarja preta), cuja venda é legalmente vinculada à retenção do receituário médico.

Comentários

Comentários

813 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.