Johnson & Johnson testará vacina contra a Covid-19 em 60 mil voluntários, incluindo brasileiros

No Brasil, a Anvisa autorizou a realização de testes clínicos em estágio avançado. (Foto: Reprodução)

A Johnson & Johnson pretende testar a sua vacina experimental contra o novo coronavírus em até 60 mil voluntários, em um ensaio clínico em estágio final previsto para começar em setembro.

Os testes serão conduzidos em cerca de 180 locais nos Estados Unidos e em outros países, incluindo o Brasil e o México, de acordo com dados do governo norte-americano.

“Podemos confirmar que o planejamento e o recrutamento estão em andamento para nosso programa de fase 3, que está sujeito aos dados provisórios dos testes das fases 1 e 2 e à aprovação dos reguladores”, disse um porta-voz da Johnson & Johnson. “Nosso programa de fase 3 pretende ser o mais robusto possível, pode incluir até 60 mil participantes e será conduzido em locais com altas taxas de incidência”, acrescentou.

No caso do Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a realização de testes clínicos em estágio avançado com a potencial vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Janssen, a unidade farmacêutica da Johnson & Johnson.

De acordo com a Anvisa, os testes no Brasil serão feitos com 7 mil voluntários distribuídos nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte.

Comentários