Jornalista gaúcho Laion Espíndula é uma das vítimas do acidente com o avião que transportava a Chapecoense

Atualmente no Globoesporte.com, Laion trabalhou como repórter do jornal O Sul (Foto: Reprodução)

O jornalista gaúcho Laion Espíndula, ex-repórter do jornal O Sul, é uma das vítimas da tragédia com o avião que transportava a Chapecoense em Medellín, na Colômbia.

Nascido em Terra de Areia, no Litoral Norte do RS, em 23 de outubro de 1987, ele trabalhava atualmente no Globoesporte.com cobrindo a equipe catarinense e teve passagens por veículos como o Correio do Povo e o site G1.

Em O Sul, Laion atuou no Caderno Reportagem e na Editoria de Esporte, sua verdadeira vocação. Conhecido pela competência, bom-humor e simpatia com todos que estavam à sua volta, ele residia em Chapecó (SC) e também era professor de jornalismo on-line da Celer Faculdades, em Xaxim, no Oeste de Santa Catarina.

“Hoje é um dia de luto para todos nós. Perdemos um grande profissional e, acima de tudo, um grande amigo e ser humano. Estive com o Laion há duas semanas em um descontraído bate-papo com amigos em comum na praia de Arroio do Sal. Nunca poderia imaginar que uma tragédia como essa estaria por vir. É algo inacreditável. Eu, meus colegas e a Rede Pampa de Comunicação prestamos a nossa solidariedade a seus familiares e aos parentes e amigos de todas as vítimas dessa terrível tragédia. Sentiremos a tua falta, amigo Laion!”, afirmou o editor do jornal O Sul Marcelo Warth.

A RBS Santa Catarina divulgou uma nota lamentando a morte de seus funcionários. “A RBS lamenta informar que os profissionais André Podiacki, Giovane Klein, Bruno Silva, Djalma Araújo Netto e Laion Espíndula estavam no voo que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia.  A empresa em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul está oferecendo apoio às famílias neste momento”.

 

Comentários

12 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.