Juiz manda fechar presídio inteiro em Roraima e 161 presos são mandados para casa

Após a matança de 33 detentos na sexta-feira na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Boa Vista (RO), o juiz da vara de execuções penais de Boa Vista (RR), Marcelo Lima de Oliveira determinou o esvaziamento de um presídio inteiro e concedeu prisão domiciliar aos presos do regime semiaberto do CPP (Centro de Progressão Penitenciária). A decisão vale para 161 internos da unidade.

Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania de Roraima, a decisão – em caráter provisório e emergencial – prevê que os apenados fiquem em casa até o dia 13 de janeiro.

O documento foi assinado pela Vara de Execuções Penais, a pedido da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem do Advogados do Brasil) em Roraima. A solicitação teve por base um documento da direção do CPP, ressaltando a impossibilidade de garantir a segurança de presos e funcionários da unidade.

Ao menos 23 detentos também subscreveram o documento, mencionando constantes ameaças de morte após o massacre e as fugas.

Comentários