Julgamento de recurso de Lula na Justiça Federal em Porto Alegre mobiliza um amplo esquema de trânsito e segurança

Um amplo esquema de segurança será implementado, a partir das 22h desta terça-feira (26), nas proximidades da sede do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), na área central de Porto Alegre. O motivo é o julgamento de um recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva referente ao processo sobre o sítio de Atibaia (SP), marcado para esta quarta-feira (27) na Corte.

O plano envolve órgãos federais, estaduais e municipais, prosseguindo ao longo de toda esta quarta também em partes dos bairros Praia de Belas e Cristal. Isso inclui o reforço do efetivo por parte da BM (Brigada Militar) e bloqueios e desvios de trânsito que serão mantidos pela EPTC (Empresa Pública de Transportes e Circulação) pelo menos até o final da sessão. “Outros bloqueios e desvios de trânsito poderão acontecer a partir da necessidade da operação”, informa o órgão municipal.

A partir das 6h desta quarta, começa o bloqueio em toda a extensão da avenida Beira-Rio, sentido bairro-Centro, a partir do viaduto Abdias do Nascimento, com o desvio pela avenida Padre Cacique. O acesso pela rua Nestor Ludwig também estará restrito.

Os ônibus das linhas T1 e T1 Direto não terão acesso à avenida Aureliano de Figueiredo Pinto e seguirão pela Praia de Belas e Borges de Medeiros para, então, retornar após as alças de acesso, via Borges, em direção à Ipiranga e itinerário normal, rumo às zonas Leste e Norte da Capital gaúcha. Em caso de necessidade, poderá haver desvio nas demais linhas urbanas do transporte público.

Comentários