Justiça aceita denúncia contra acusados de matar mãe que buscava filho na escola

Cristine, de 44 anos, foi baleada na cabeça enquanto esperava pelo filho quando foi atacada por bandidos. (Foto: Reprodução/Facebook)

Os três homens acusados pela morte da representante comercial Cristine Fonseca Fagundes, responderão a processo por formação de quadrilha armada e pelo roubo a outras dez pessoas. Rafael Silveira Santa Helena, de 26 anos, Tiago Oliveira da Silva, de 30, e Fabrício Farias, de 20, cometeram os crimes no dia 25 de agosto deste ano. A denúncia do Ministério Público foi aceita pela juíza de Direito Lourdes Helena Pacheco da Silva, da Vara Criminal e Jecrim (Juizado Especial Criminal) do Foro Regional 4º Distrito. Os réus já estão presos preventivamente.

Cristine, de 44 anos, foi baleada na cabeça enquanto esperava o filho sair da escola, no fim da tarde, em Porto Alegre. Ela havia estacionado o carro perto do portão de saída, na Rua Eduardo Chartier, próximo ao Colégio Dom Bosco. A filha dela, uma adolescente, estava no carro mas não ficou ferida. Os assaltantes fugiram sem levar o veículo de Cristine.

Comentários

Comentários

815 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.