Justiça admite em ação do SENGE-RS abrangência aos engenheiros da decisão já proferida aos empregados das fundações

Alexandre Wollmann é o presidente do SENGE-RS. Foto: Jackson Ciceri/O SUL

O Sindicato dos Engenheiros garantiu judicialmente nesta segunda-feira (9) a abrangência da decisão contra demissões sem negociação coletiva prévia aos engenheiros da Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec), Fundação de Economia e Estatística (FEE), Fundação Zoobotânica (FZB) e Fundação Cultural Piratini – Rádio e Televisão.

A Justiça reiterou as decisões liminares obtidas por outras entidades que, de forma genérica, proíbem as demissões dos servidores. Reconheceu ainda a legitimidade do SENGE em tutelar direitos dos profissionais de Engenharia que pertencem ao quadro das referidas Fundações.

A iniciativa integra o conjunto de ações que vêm sendo empreendidas pelo SENGE contra o pacote de medidas de ajuste fiscal e administrativo do governador Sartori, buscando denunciar à sociedade a falta de fundamentação técnica e a distorção sistemática de informações em uma estratégia que visa reduzir a importância das Fundações para a pesquisa tecnológica, para o desenvolvimento do Estado e para a sociedade.

Confira as decisões
CIENTEC – processo nº 0020007-30.2017.5.04.0018
FEE – FZB – Fundação Piratini – processo nº 0020008-15.2017.5.04.0018

Comentários

Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.