Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens do governador de São Paulo, João Doria

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 29,4 milhões em bens do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em um processo no qual o político é réu por suspeita de improbidade administrativa na época em que era prefeito da capital paulista. A decisão é da 14ª Vara da Fazenda Pública do Estado de São Paulo.

Em 2018, Doria foi acusado pelo MP (Ministério Público) de improbidade administrativa por supostamente usar o programa Asfalto Novo, da prefeitura, para promoção pessoal.

Segundo o MP, ele teria causado danos aos cofres públicos por autorizar despesas não previstas em lei e por ferir o princípio da impessoalidade, que prevê que não se pode confundir a administração com a figura pessoal dos administradores.

Protocolada pelo promotor Nelson Sampaio de Andrade, da Promotoria do Patrimônio Público, a ação sustenta que Doria usou verba pública em atos de publicidade do programa de recapeamento com o único objetivo de se promover. As irregularidades teriam causado prejuízo de R$ 29 milhões aos cofres públicos.

Comentários