Laudo da Universidade Federal da Bahia diz que óleo achado em praias tem origem na Venezuela

O óleo encontrado no Nordeste é oriundo de bacia petrolífera da Venezuela, conforme o laudo divulgado nesta quinta-feira (10) pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Anteriormente, análises da Marinha e da Petrobras já tinham indicado que o poluente tinha origem no país vizinho. O governo Nicolás Maduro nega que a origem seja Venezuelana.

De acordo com a diretora do Instituto de Geociências da universidade, Olívia Oliveira, a análise de amostras coletadas no litoral da Bahia e de Sergipe mostrou a presença de carbono e de biomarcadores que têm semelhança com um dos tipos de petróleo produzido na Venezuela. Conforme a diretora, nenhum petróleo produzido no Brasil exibe distribuição de biomarcadores similares aos encontrados nas amostras.

A cientista evidenciou que, por causa do longo período que o material está no mar, não é possível confirmar se as manchas são de petróleo cru. “Parece muito com petróleo cru, mas não descartamos que possa ser bunker, combustível de navio. É um óleo pesado, com certa degradação”, destaca. As análises serão conduzidas para o Instituto do Meio-Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) da Bahia e colocadas à disposição dos órgãos que investigam o desastre.

Comentários