Luis Lacalle Pou é eleito novo presidente do Uruguai


Representante da direita apostou em discurso de enxugamento de gastos e de fortalecimento das forças de segurança
(Foto: Reprodução/Twitter)

A corte eleitoral uruguaia anunciou nesta quinta-feira (28) que o senador do Partido Nacional, de centro-direita, Luis Lacalle Pou será o próximo presidente do Uruguai, depois que números apresentados pela contagem secundária realizada pela Corte Eleitoral do país indicaram sua vitória no segundo turno realizado no domingo (24). A posse será em 1º de março de 2020.

O vice-presidente da corte eleitoral, Wilfredo Penco, disse  que o órgão “não faz cálculos” e que não proclamará o presidente “até que a última urna seja aberta”. Porém, como a diferença entre Lacalle Pou e o candidato da Frente Ampla, de esquerda, Daniel Martínez, vinha aumentando, ficou claro que este já não conseguiria reverter a derrota.

Após uma divulgação de novos dados da contagem de votos, Martínez reconheceu que, pelo andar da apuração, não tem chances de alcançar o oposicionista, parabenizando-o como presidente eleito do país vizinho.

Com a vitória de Lacalle Pou, pela primeira vez em 15 anos, a coalizão Frente Ampla, formada pelo ex-presidente José “Pepe” Mujica e pelo atual presidente Tabaré Vázquez, fica fora do poder.

“Meu reconhecimento e obrigado a todos os homens e mulheres que estão defendendo os votos e a democracia em cada mesa nos dias de hoje. Meu pensamento está com vocês”, escreveu o vencedor no Twitter.

Disputa acirrada

O segundo turno das eleições aconteceu no domingo e a apuração já apontava provável vitória de Lacalle Pou. Porém, naquele dia, embora todas as urnas houvessem sido contabilizadas, ficaram de fora os chamados votos observados – aqueles de pessoas que votaram fora de suas zonas eleitorais, de idosos e de eleitores com necessidades especiais, e que dependem de checagem especial. É uma etapa mais longa da apuração, porque uma série de dados dos votantes são conferidos. São votos principalmente do interior, de acordo com o jornal El País.

Com 100% das urnas apuradas – os “votos observados” não entravam nessa contagem –, o resultado era o seguinte: Luis Lacalle Pou (Partido Nacional) – 1.168.019 votos (50,6% dos votos válidos). Daniel Martínez (Frente Ampla) – 1.139.353 votos (49,4% dos votos válidos).  A eleição foi acirrada e, por isso, a autoridade eleitoral evitou declarar um vencedor logo após a votação, anunciando a contagem secundária de votos.

Esta começou na terça-feira (26), e os resultados que foram sendo divulgados indicavam que Martínez não recuperaria a diferença. Os partidários de Lacalle Pou inclusive já vinham criticando o candidato apoiado pelo atual presidente Tabaré Vázquez por não reconhecer a vitória da direita.

Comentários