Maioria dos eleitores de Bolsonaro aprova a saída dele do PSL e a criação de novo partido, diz o Datafolha

A maioria dos eleitores que votaram em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018 aprova a decisão do presidente de sair do PSL, partido pelo qual foi eleito, e criar uma nova legenda, a Aliança pelo Brasil, aponta a mais recente pesquisa do Datafolha.

Segundo o levantamento, 57% dos entrevistados que declaram ter votado em Bolsonaro aprovam a empreitada político-partidária do presidente, enquanto 27% desaprovam. Nesse grupo, os indiferentes são 9%, e os que não sabem 7%.

O aval à decisão de Bolsonaro também é maior entre os que consideram seu governo ótimo ou bom. Nessa fatia da população, 68% aprovam a investida do presidente.

Segundo o instituto, a taxa de aprovação à sua administração oscilou de 29% para 30% na primeira semana de dezembro, dentro da margem de erro do levantamento, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Nas faixas de renda mais alta (cinco a dez salários mínimos e mais de dez salários), 43% dos entrevistados aprovam a saída de Bolsonaro do PSL. Entre os que têm renda familiar de até dois salários mínimos por mês, são 34%.

Apesar de os números indicarem que Bolsonaro mantém uma base fiel, independentemente do partido a que esteja filiado, o Datafolha também mostra que grande parte dos brasileiros não está acompanhando o movimento político do presidente.

De acordo com a sondagem, a maioria da população (55%) não tomou conhecimento da decisão de Bolsonaro de deixar o PSL e de seu plano de criar um novo partido. A pesquisa ouviu 2.948 pessoas em 176 municípios brasileiros.

Comentários