Mais de duas toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidas no interior do Rio Grande do Sul

Agentes da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar vistoriaram, na terça-feira (09), dois estabelecimentos comerciais em Santa Rosa, na Região Noroeste do Rio Grande do Sul. Mais de duas toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidas e inutilizadas durante a ação.

O Supermercado Cotrirosa foi autuado por vender produtos vencidos e fora da temperatura adequada. A Mercearia Milton foi totalmente interditada pelos mesmos problemas e também por operar sem alvará e ter péssimas condições de higiene, segundo o Ministério Público.

Participaram da operação o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Segurança Alimentar do Ministério Público, Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, o promotor de Justiça de Santa Rosa Marcelo Augusto Squarça, representantes da Vigilância Sanitária Estadual, da Vigilância Sanitária Municipal de Santa Rosa e da Secretaria Estadual da Agricultura.

Serra Gaúcha

No mês passado, sete estabelecimentos comerciais foram fiscalizados durante uma operação da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar no município de Nova Prata, na Serra Gaúcha. No total, foram recolhidas cerca de duas toneladas de alimentos impróprios para o consumo.

Os estabelecimentos vistoriados foram o Mercado Girassol, o Supermercado Lorencet, o Mercado São Pelegrino, o Supermercado Bavaresco – que teve a padaria interditada –, o Açougue Bavaresco, o Açougue Buena Brasa e o Supermercado Porta. Todos os locais foram autuados por irregularidades.

Entre os principais problemas encontrados, estavam carnes sem procedência e vencidas. Os fiscais também identificaram irregularidades como falta de higiene e até escovas de cabelo usadas para furar massa de pizza.

Comentários