Menino de 11 anos morreu por estrangulamento no Norte do Rio Grande do Sul. A mãe está presa

O IGP-RS (Instituto-Geral de Perícias) informou que um laudo aponta que o menino Rafael Mateus Winques, de 11 anos, morreu por estrangulamento em Planalto, na Região Norte do Rio Grande do Sul.

Na segunda-feira (25), a Polícia Civil localizou o corpo da criança, que estava desaparecida há duas semanas. O cadáver foi achado em uma casa abandonada perto da residência onde Rafael morava com a mãe, Alexandra Dougokenski, o irmão e o padrasto.

A mulher confessou, em depoimento, ter matado o filho e apontou o local em que estava o corpo. Ela disse que teria dado dois comprimidos de Diazepam para que o menino dormisse com tranquilidade e ele acabou morrendo. No entanto, a perícia comprovou que essa não foi a causa do óbito, segundo a Polícia Civil.

Alexandra foi presa. A Polícia Civil investiga a motivação do assassinato e se mais alguém teve participação no crime. A mãe e o filho tinham uma boa relação, conforme testemunhas.

A polícia apontou semelhanças desse caso com a morte do menino Bernardo Boldrini, ocorrida em 2014, em Três Passos. O crime chocou o País.

Comentários