Mercado financeiro prevê crescimento do PIB e da inflação neste ano


Os economistas elevaram a estimativa de inflação de 3,26% para 3,29% em 2019. (Foto: Divulgação)

O mercado financeiro aumentou a estimativa de inflação para este ano e também passou a prever um crescimento maior da economia brasileira. As projeções constam no Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (28) pelo BC (Banco Central).

Os economistas elevaram a estimativa de inflação de 3,26% para 3,29% em 2019. Com isso, foi interrompida uma sequência de 11 semanas de redução na projeção do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). A expectativa segue abaixo da meta central de inflação para este ano, que é de 4,25%, com intervalo de tolerância de 2,75% a 5,75%.

Para 2020, o mercado financeiro baixou a estimativa de inflação de 3,66% para 3,60%. Essa foi a quinta queda consecutiva do indicador. No próximo ano, a meta central de inflação é de 4% e terá sido oficialmente cumprida se o IPCA oscilar entre 2,5% e 5,5%.

PIB

Para este ano, a estimativa de alta do PIB (Produto Interno Bruto) subiu de 0,88% para 0,91%. Para 2020, a previsão de crescimento continuou em 2%, conforme o Boletim Focus.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no País, independentemente da nacionalidade de quem os produz, e serve para medir o comportamento da economia.

Juros e dólar

O mercado manteve em 4,5% ao ano a previsão para a Selic no fim de 2019. Atualmente, a taxa está em 5,5% ao ano. Para o fim de 2020, a projeção recuou de 4,75% para 4,5% ao ano.

A projeção para a taxa de câmbio no fim de 2019 permaneceu em R$ 4 por dólar. Para o fechamento de 2020, também continuou estável em R$ 4.

Comentários