Mercado financeiro reduz estimativa de inflação e prevê queda menor do PIB neste ano

Economistas do mercado financeiro estimaram menos inflação e uma queda menor do PIB (Produto Interno Bruto) neste ano, além de uma expansão mais fraca da economia brasileira em 2017, segundo o Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (05).

A estimativa para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em 2016 recuou de 6,72% para 6,69%. Mesmo assim, permanece acima do teto de 6,5% do sistema de metas de inflação. Para 2017, a previsão do mercado financeiro para a inflação permaneceu estável em 4,93%.

Para o PIB (Produto Interno Bruto) de 2016, o mercado financeiro prevê uma retração menor. Os economistas estimam agora um encolhimento de 3,43%. Na pesquisa anterior, a previsão era de queda de 3,49%. Para 2017, porém, os economistas das instituições financeiras baixaram a previsão de alta do PIB, que passou de 0,98% para 0,80%.

Taxa de juros e dólar

O mercado financeiro baixou sua previsão para a Selic (taxa básica de juros da economia) de 10,75% para 10,50% ao ano no fechamento de 2017. Atualmente, a Selic está em 13,75% ao ano.

A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2016 ficou estável em R$ 3,35. Para o fechamento de 2017, avançou de R$ 3,40 para R$ 3,45.

Comentários