Além de Bolsonaro, outras mil linhas telefônicas também foram alvo de hackers

Joice Hasselmann, Sergio Moro e Paulo Guedes. Está se tornando cada vez mais comum ataques de hackers a autoridades políticas e desta vez o alvo foi o presidente da república, Jair Bolsonaro. As informações são do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Além destes, outras mil linhas telefônicas também foram invadidas.

Em nota, o ministério informou que a Polícia Federal (PF) comunicou que os aparelhos celulares utilizados pelo presidente foram alvos de ataques pelo grupo do qual fazem parte os quatro suspeitos presos na última terça-feira (23). O órgão disse ainda que a situação está sendo tratada como questão nacional.

“Aparentemente, mil números telefônicos diferentes foram alvo desse mesmo modus operandi dessa quadrilha. Há possibilidade, ainda não temos uma identificação e nem começamos a fazer isso, mas há possibilidade de um número muito grande de possíveis vítimas desse mesmo tipo ataque que está sendo investigado agora”, disse o coordenador geral de Inteligência da PF, João Vianey Xavier Filho, explicando que os números telefônicos supostamente atacados ainda serão identificados para que os investigadores possam aferir a extensão exata dos ataques.

Leia a nota na íntegra:

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública foi, por questão de segurança nacional, informado pela Polícia Federal de que aparelhos celulares utilizados pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, foram alvos de ataques pelo grupo de hackers preso na última terça feira (23). Por questão de segurança nacional, o fato foi devidamente comunicado ao Presidente da República.”

Comentários