Ministério Público denuncia Temer por corrupção na Eletronuclear

O ex-presidente Michel Temer, que foi denunciado por corrupção, pelo MPF, nesta sexta-feira (29). (Foto: Evaristo Sá/AFP)

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-presidente da República, Michel Temer, por corrupção e lavagem de dinheiro na empresa Eletronuclear. Também são acusados o ex-ministro Moreira Franco e outras sete pessoas. A denúncia foi feita nesta sexta-feira (29), ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro.

Para a investigação, os procuradores do RJ se basearam na delação do empresário José Antunes Sobrinho, da construtora Engevix, e em e-mails do ex-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro.

Além de processo envolvendo a JBS, Temer poderá ser réu também na Operação Descontaminação, da Lava Jato, caso a Justiça Federal aceite a nova denúncia. Essa foi a Operação que manteve o ex-presidente em prisão preventiva, entre os dias 21 e 25 de março. Temer foi liberado por meio de habeas corpus, mas a previsão é de que o Ministério Público recorra da decisão até a próxima segunda-feira (1º).

A Eletronuclear

A  Eletronuclear é uma Subsidiária da Eletrobras criada em 1997 para operar e construir usinas termonucleares no Brasil. A empresa, de economia mista, responde pela geração de aproximadamente 3% da energia elétrica consumida no País, conforme dados do site.

Comentários