Ministério Público Federal denuncia 19 índios pela morte de irmãos em Faxinalzinho

Dezenove indígenas foram denunciados à Justiça pela morte dos irmãos Alcemar Batista de Souza e Anderson de Souza. O crime ocorreu em 2014 em Faxinalzinho, no Norte do Estado. Os indígenas denunciados pelo Minstério Público Federal são do Acampamento Kandóia e irão responder por homicídio doloso – com intenção de matar.

Os irmãos teriam sido mortos após furarem um bloqueio de uma das estradas vicinais que ligam o interior de Faxinalzinho à cidade, de acordo com a denúncia apresentada pelo procurador da República Carlos Eduardo Raddatz Cruz. A interrupção da rodovia foi organizada por índios que protestavam pela demarcação de suas terras.

O MPF relata que esse grupo de 19 índios, armados com espingardas, pedras e pedaços de pau, perseguiu e assassinou os dois irmãos dentro de um milharal em retaliação à desobstrução da estrada. A denúncia do MPF será analisada pelo juízo da Vara Federal de Erechim. (AG)

Comentários

Comentários

191 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.