Ministério Público realiza operação contra fraudes na fila do SUS em Ivoti

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em residências no município (Foto: Marjuliê Martins/MP)

O MP (Ministério Público) cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em residências em Ivoti, no Vale do Sinos, na manhã desta terça-feira (07), durante uma operação que amplia as investigações sobre fraudes na fila do SUS (Sistema Único de Saúde) no município.

A Operação F5-I já havia culminado na denúncia da prefeita de Ivoti, Maria de Lourdes Bauermann (PP), da correligionária Irani Weber e de Magali Vitorina da Silva, vereadora de Taquara, pelos crimes de associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema de informações.  Na ação de hoje, os mandados foram cumpridos nas casas de outros quatro correligionários de Maria de Lourdes.

A Operação F5 foi deflagrada pela Promotoria de Justiça Especializada Criminal em outubro do ano passado, quando foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em residências de Ivoti e outro em um posto de saúde de Taquara.

Conforme a denúncia do MP, os envolvidos na fraude inseriram informações falsas no sistema de marcação de consultas do SUS em Taquara de pacientes residentes em Ivoti, com o objetivo de agilizar o atendimento deles em unidades hospitalares de Porto Alegre.

 

Comentários

826 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.