Ministério Público realiza operação contra lavagem de dinheiro e corrupção em Porto Alegre, São Leopoldo e Florianópolis

Uma ação do Ministério Público gaúcho, junto ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) deflagrada na manhã desta quinta-feira (01) busca cumprir 12 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Leopoldo, Porto Alegre e Florianópolis.

Nove pessoas e três empresas são investigadas pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção e favorecimento da ordem cronológica de pagamentos pelo Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae) de São Leopoldo.

De acordo com as investigações, três ex-funcionários do Semae teriam recebido propina para favorecerem a contratação e o pagamento de empresas para realização de serviços de limpeza e zeladoria entre o final de 2014 e inicio de 2016.

Existem indícios de que, para ocultar a origem das propinas recebidas, foram realizadas simulações de transações financeiras simuladas, o que configura o crime de lavagem de dinheiro. Os valores apreendidos na operação ainda serão calculados.

Comentários