Após polêmica sobre pesquisa, Ministro da Ciência e Tecnologia pede dados da Amazônia ao Inpe

Ministro divulgou uma nota em suas redes sociais nesta segunda. (Foto: Reprodução)

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, solicitou ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) um relatório técnico contendo os resultados dos últimos dois anos sobre o desmatamento da Amazônia. A informação foi divulgada em uma rede social, nesta segunda-feira (22).

A medida se deu após o presidente Jair Bolsonaro questionar, na última sexta-feira (19), os dados divulgados pelo Inpe sobre o aumento do desmatamento na Amazônia. O presidente chegou a insinuar que o Inpe estaria a serviço de alguma ONG.

Na nota divulgada, Marcos Pontes também criticou a maneira como as declarações do diretor do Inpe, Ricardo Magnus Osório Galvão, foram dadas à imprensa. O diretor negou as afirmações de Bolsonaro e afirmou que não se demitiria. Marcos Pontes afirmou que Galvão seria chamado para esclarecimentos e orientações.

Os dados disponibilizados mensalmente no site da Inpe sobre o desmatamento são baseados em imagens de satélite. De acordo com as informações do Instituto no começo deste mês, o desmatamento da Amazônia Legal brasileira atingiu 920,4 km² em junho, um aumento de 88% em comparação com junho de 2018.

Nota:

Comentários