Ministro da Economia interrompe as férias e vai a reunião no Planalto convocada por Bolsonaro

A equipe econômica não viu na declaração do presidente uma crítica ao trabalho do ministério. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, interrompeu as férias para ir a uma reunião convocada pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Outros ministros também foram chamados. A reunião foi convocada depois que o presidente declarou, nesta terça-feira (05), que “o Brasil está quebrado” e que ele, Bolsonaro, “não pode fazer nada”.

O Palácio do Planalto não havia informado o tema da reunião nem quais ministros, além de Guedes, estavam presentes. O compromisso consta nas agendas da ministra Tereza Cristina (Agricultura) e Milton Ribeiro (Educação). Guedes passa as férias em Brasília por causa da pandemia de Covid-19. Oficialmente, o período de descanso do ministro vai até sexta-feira (08).

A equipe econômica não viu na declaração do presidente uma crítica ao trabalho do ministério. Para autoridades da pasta, Bolsonaro quis dizer que não há recursos para tudo que o governo gostaria de fazer em termos de gastos públicos.

Comentários