Ministro da Educação reforça necessidade de bloqueio de gastos

(Foto: Divulgação)

O ministro da educação, Abraham Weintraub, esclareceu os parlamentares da Câmara de Deputados, nesta quarta-feira (15), sobre os cortes na educação nacional, que foram anunciados a cerca de um mês pelo Presidente Jair Bolsonaro. Weintraub foi convocado a explicar o bloqueio de R$ 7,3 bilhões que afetará desde a educação infantil até a pós-graduação.

Weintraub defendeu como prioridade governamental a educação básica, fundamental e técnica. Além disso, o ministro atribuiu a culpa dos bloqueios de verbas às gestões passadas. “Este governo, que tem quatro meses, não é responsável pela situação”, disse.

O ministro explicou que falou com o presidente Bolsonaro e disse a ele que não haverá cortes e sim contingenciamento. A oposição defende que o bloqueio de verbas afetará as instituições e a produção científica brasileira.

Acompanhe ao vivo:

Comentários