Ministro da Justiça escolhe coronel da Polícia Militar para a Secretaria Nacional de Segurança Pública

O novo ministro da Justiça, André Mendonça, decidiu substituir o general Guilherme Theophilo, secretário nacional de Segurança Pública, e escolheu nomear para o cargo o coronel da Polícia Militar catarinense Carlos Alberto de Araújo Gomes.

Theophilo era o único secretário remanescente da gestão do ex-ministro Sérgio Moro, que deixou o cargo no dia 24 de abril. Gomes, que entrará no lugar do general, é comandante da Polícia Militar de Santa Catarina e preside o Conselho Nacional dos Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.

O policial é próximo a aliados de Bolsonaro, como o chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira. A troca na Secretaria Nacional de Segurança Pública foi definida em reunião na tarde de terça-feira (05).

Especialistas na área elogiaram a escolha por julgarem que o policial tem conhecimento do setor e mais traquejo político. “Na atual geração de policiais da ativa, Araujo Gomes é um dos mais preparados. Só espero que sua gestão seja menos isolacionista do que o Moro, que tinha excluído a PM”, disse o presidente do Fórum Nacional de Segurança Pública, Renato Sergio de Lima.

Comentários