Ministro da Saúde se encontra com o presidente da Câmara dos Deputados, mas ainda descarta pedido de verba para coronavírus


Mandetta garantiu, porém, que não fez algum pedido específico, o que só ocorrerá conforme o desenrolar do eventual surto
Foto: Reprodução de TV

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, se reuniu com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na noite de terça-feira (03) e disse que o encontro serviu para colocar o deputado a par das ações do combate ao coronavírus e pedir ajuda para eventuais incrementos orçamentários. Mandetta garantiu, porém, que não fez algum pedido específico, o que só ocorrerá conforme o desenrolar do eventual surto.

“Não falei em números absolutos. Falei em cenários. Só temos dois casos confirmados no Brasil. Precisamos saber como o vírus vai se comportar no nosso meio. Será que teremos espiral epidêmica? Se tivermos, onde?”, frisou o ministro. “Ainda não temos como garantir que vamos precisar de tanto para atender o quê.”

Na segunda-feira (02), em entrevista coletiva, o ministro cogitou a possibilidade de pedir recurso extra. A medida ainda está no campo da possibilidade. “Se tem situação que precisa de mais orçamento, mais financeiro, o Legislativo é pedra angular. Mas ainda não temos claramente o impacto financeiro que teremos”, comentou.

Mandetta minimizou a polêmica sobre a tese de engessamento do governo com a concentração da execução de emendas no relator do Orçamento. Questionado se a análise dos vetos lhe preocupa, disse somente que o governo “está fazendo todas as tratativas”.

Comentários