Ministro do Trabalho diz que reforma trabalhista empregará 5 milhões de pessoas em médio prazo

ministro-5

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, concedeu entrevista exclusiva à  Rede Pampa na manhã desta terça-feira (27) e abordou a modernização do sistema trabalhista que está sendo proposta e que deverá ser votada pelo Congresso até o primeiro semestre de 2017.

A iniciativa está calcada em três eixos, um deles a consolidação dos direitos do trabalhador e o ministro é enfático em dizer que “nenhum direito adquirido será retirado”. Um segundo eixo objetiva dar segurança jurídica ao empregador “para que ele não tenha medo de empregar”. Um último ponto visa criar capacidade de ocupação para os 12 milhões de desempregados no País hoje. Com as medidas, o ministro Ronaldo Nogueira estima que 5 milhões poderão acessar a novas vagas no mercado, inicialmente. “Queremos dar proteção ao empregador e ao empregado e o objetivo é que o acordo no futuro não venha a ter outros entendimentos”.

Quanto à jornada de trabalho, Ronaldo Nogueira afirma que o aumento da carga horária “nunca esteve, não está e não estará”, nestas discussões, ou seja, permanecerá sendo de 8 horas/dia, 44 horas semanais e 220 horas/mensais. A modernização será para gerar segurança jurídica, mantendo o que já vem sendo praticado em convenções coletivas. “A partir daí, o Brasil começa a andar por si só”, finaliza.

 

Comentários

Comentários

12 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.