Moro fala sobre vazamento de conversas entre ele e participantes da força-tarefa da Operação Lava Jato

(Foto: Reprodução)

Após conteúdo de conversas entre Sergio Moro e o procurador Deltan Dellagnol (coordenador da Lava-Jato), serem divulgados pelo site The Intercept neste domingo (09). O hoje atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio se manisfestou com relação ao teor das mensagens que trocaram quando integravam a força-tarefa. “Não vi nada de mais”, afirmou o ministro.

“Não tem nenhuma orientação nas minhas mensagens”, afirmou o ministro a jornalistas, após evento em Manaus.

“Fato grave é a invasão criminosa do celular dos procuradores” acrescentou o ministro.

Essas declarações foram feitas em um evento sobre questão carcerária na Capital do Amazonas. No evento ele realizou um discurso de pouco mais de oito minutos, ignorando o vazamento de conversas e falando apenas sobre o sistema penitenciário.

Moro foi o juiz responsável pela operação Lava Jato, desencadeada em Curitiba. Ele deixou a função quando aceitou ser ministro da Justiça e Segurança Pública , após convite do presidente Jair Bolsonaro, em novembro.

Comentários