Morre, aos 70 anos, o escritor gaúcho João Gilberto Noll

Gaúcho ganhou cinco prêmios Jabuti (Foto: Divulgação)

Morreu, aos 70 anos, João Gilberto Noll, vencedor de cinco prêmios Jabuti. A família confirmou o falecimento do escritor gaúcho, mas a causa da morte não foi divulgada. Segundo familiares, o enterro está previsto para as 18h desta quarta-feira (29) no Cemitério João XXIII, em Porto Alegre.

Com 18 livros publicados – 13 romances, três compilações de contos e duas obras infantojuvenis –, Noll marcou seu nome na história da literatura brasileira com títulos como “O cego e a dançarina”, de 1980. Pelo livro de contos, recebeu, além do Jabuti, os prêmios de revelação do ano, da Associação Paulista de Críticos de Arte, e de ficção do ano, do Instituto Nacional do Livro. A obra foi traduzida para o espanhol, inglês e italiano.

Nascido em Porto Alegre em 15 de abril de 1946, Noll viveu no Rio de Janeiro entre 1969 e 1986, onde concluiu a faculdade de letras, fez inúmeras colaborações em jornais como Folha da Manhã e Última Hora, e deu aulas na PUC (Pontifícia Universidade Católica).

No cinema e no teatro 

“Alguma coisa urgentemente”, conto presente no livro de estreia de Noll, foi adaptado para o cinema. Dirigido por Murillo Salles com o nome “Nunca fomos tão felizes”, estreou em 1984. “Harmada” também foi para as telas pelas mãos de Maurice Capovilla, em 2003, e, por último, “Hotel Atlântico”, em 2009, com direção de Suzana Amaral. Para o teatro, Noll escreveu “Quero sim”, levada aos palcos por Marcos Barreto.  (AG)

The post Morre, aos 70 anos, o escritor gaúcho João Gilberto Noll appeared first on O Sul.

Comentários

Comentários

6 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.