Morre, em Porto Alegre, o comunicador Marne Barcelos


Com 55 anos de carreira, Marne Barcelos teve um extenso currículo, com passagens por diversos veículos de comunicação do País e no exterior
Foto: Jonas Adriano/Rede Pampa

Morreu, na madrugada desta quinta-feira (27), em Porto Alegre, o comunicador Marne Barcelos, aos 78 anos.

Com 55 anos de carreira, Marne teve um extenso currículo, com passagens por diversos veículos de comunicação do País e no exterior. Há 12 anos, integrava o time da Rede Pampa de Comunicação, onde fazia parte da bancada do “Atualidades Pampa”, além de atuar na Rádio Pampa.

Marne estava internado no Hospital de Clínicas devido a um acidente vascular cerebral isquêmico extenso desde o início do mês.  O velório ocorre nesta quinta-feira, às 10h, na capela 06, no Angelus Memorial Crematório, na Capital. A cerimônia de encerramento está marcada para as 18h.

Carreira

Marne foi comunicador na rádio Itaí. Nesta época apresentava o programa “Clube dos Namorados”. Saindo da Itaí, foi para a rádio Difusora.

Trabalhou na rádio Farroupilha na década de 1970 tendo sido diretor da mesma. Lançou a maioria dos discos de Roberto Carlos nesta rádio. Tinha um programa chamado “Programa Marne Barcellos” com o slogan: “Música, Alegria e Informação”.

Em 1981 vende a Rádio Porto Alegre, para “Cascalho”, Bertoldo Lauer Filho e o jornalista Noé Cardoso, que alteraram o nome fantasia da rádio para Rádio Sucesso.  Em meados da década de 90 esteve na rádio Tupi. Registrou trabalhos em outras emissoras do centro do País como rádio Globo, TV Rio, Excelsior e Record.

Comentários