Navio desencalha no Canal de Suez, no Egito, e volta a navegar após seis dias

O navio que encalhou e bloqueou o Canal de Suez, no Egito, por seis dias voltou a navegar na manhã desta segunda-feira (29), desobstruindo a principal ligação marítima entre a Ásia e a Europa, por onde passa cerca de 12% de todo o comércio global.

A embarcação não sofreu danos. Segundo a Autoridade do Canal de Suez, serão necessários três dias e meio para que todos os navios na fila de espera consigam atravessar o canal após a sua liberação.

Com 400 metros de comprimento e 220 mil toneladas, o navio operado pela empresa Evergreen, com sede em Taiwan, encalhou no quilômetro 151 do canal na última terça (23), em meio a ventos fortes e uma tempestade de areia, e bloqueou a passagem de todos os outros navios.

Empresas especializadas em comércio marítimo estimam que as perdas econômicas direta ou indiretamente ligadas ao encalhe passam de R$ 300 bilhões.

O Canal de Suez foi inaugurado em 1869, para ligar o Mar Vermelho ao Mediterrâneo, e é uma das rotas de navio mais utilizadas do mundo, com capacidade para receber embarcações gigantes de até 240 mil toneladas.

Comentários