No Pampa Debates, um bate-papo com o Procurador-Geral de Justiça, Marcelo Dornelles

Paulo Sérgio Pinto e Marcelo Dornelles

O Pampa Debates, sob o comando de Paulo Sérgio Pinto, tradicionalmente no final do ano entrevista as lideranças gaúchas, da área pública e privada. O Procurador Geral de Justiça, Marcelo Dornelles, participou do programa que vai ao ar hoje, dia 28, a partir das 17h45, pela TV Pampa. Ele  abordou a situação difícil em que vive o país, durante muitos anos com seus números maquiados, até que no final do governo Dilma, provocado pelo impedimento da presidente,  veio à tona o montante da dívida pública, na ordem de 170 bilhões de reais, quando o Ministério Público, segundo o procurador, se deu conta do tamanho do rombo brasileiro.  Ele considera importante uma reforma tributária e eleitoral e questionou a reforma previdenciária, alegando que vai matar o sistema e que os contribuintes não saberão se poderão se aposentar daqui a 40 ou 50 anos, muito menos se irão receber seus direitos.

O Procurador falou da Lava-Jato, dos planos do governo Sartori e disse que sempre o MP colaborou  com o governo no congelamento de suas despesas, só que ano após ano, chegou um momento em que não é mais possível . “Nos últimos anos se gastou mais do que se arrecada. O Estado brasileiro chegou ao esgotamento”. A solução, como aponta, está na retomada dos investimentos.

Ao fazer um balanço das iniciativas do Ministério Público no último ano, ele apontou a investigação do leite adulterado no RS, um projeto vitorioso que avança para as áreas da carne, farinha, água e também segurança alimentar. Segundo Dornelles, principalmente no litoral, há lugares comercializando produtos vencidos, mal conservados e a população paga caro por isso. Outra área que começa a entrar nesta pauta do MP é a saúde, com muitas irregularidades em laboratórios, internações. “Estamos tentando direcionar as atividades do MP para atender necessidades da sociedade. Ele considera ainda que a crise tende a se agravar no país, pois é muito mais política do que qualquer outra  e é importante que haja colaboração da sociedade  e principalmente motivação, para que todos possam ver o Brasil retomar seu crescimento.

Comentários

Comentários

13 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.