“O futuro pertence aos patriotas”, diz Trump em discurso na ONU


Presidente americano criticou países que, segundo ele, vivem em um “socialismo” (Foto: Reprodução Carlo Allegri/Reuters)

Logo após o discurso do presidente Jair Bolsonaro, foi a vez de Donald Trump, presidente do Estados Unidos, se pronunciar no 74º debate da Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (24). Em uma de suas falas, o presidente atacou os países que vivem, segundo ele, em um “socialismo”.

“O ditador Maduro é um fantoche de Cuba”, acusou Trump, em uma fala que também teve ataques à China, ao Irã e aos ativistas americanos que querem uma política de imigração menos restrita.

“O futuro não pertence aos globalistas. O futuro pertence aos patriotas”, afirmou. “O futuro pertence à soberania e às nações independentes que protegem seus cidadãos, respeitam seus vizinhos e honram as diferenças que tornam cada país especial e único”,  finalizou.

Além disso, o presidente afirmou estar disposto a ajudar as pessoas advindas destes países que estão passando por dificuldades, “como as que vivem em Cuba, Nicarágua e Venezuela”, acrescentou.

Em seu pronunciamento, Trump também alertou para o endurecimento das sanções contra o Irã, tratou do fluxo fronteiriço no limite do país americano com o México e alertou que os EUA acompanham “muito de perto” a situação na Venezuela, entre outros temas.

Forças armadas 

Ainda durante o seu discurso na Assembleia Geral, Donald Trump destacou os “mais de US$ 2,5 trilhões” investidos nas Forças Armadas dos Estados Unidos desde que ele assumiu a presidência do país. Segundo Trump, o gasto foi para “reconstruir completamente” as Forças Armadas da “nação mais poderosa do mundo”. “Espero que [os EUA] nunca precisem usar esse poder”, ponderou.

Comentários