O resultado das eleições deve ser divulgado até as 21h deste domingo

No domingo (28), o Brasil vai conhecer o seu novo presidente. O resultado das eleições deve sair até as 21h, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A votação será aberta às 8h e encerrada às 17h.

Os gaúchos também escolherão o seu governador. Para votar, o eleitor precisa levar um documento com foto. Pode ser carteira de motorista, carteira de trabalho ou identidade. Quem não votou no primeiro turno, pode votar no domingo mesmo que ainda não tenha justificado a ausência. Voto em trânsito só é possível para quem se cadastrou em agosto.

Se você tiver fora da cidade onde vota, pode justificar no próprio domingo, em locais indicados pelos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais). As justificativas pela ausência podem ser feitas pela internet. Se for pela web, deve ser anexada uma cópia digital de pelo menos um documento que comprove o motivo de não ter ido votar. Por exemplo: atestado médico, bilhete de viagem, declaração de que trabalhou no dia da votação. O juiz eleitoral analisa e aprova ou não.

Datafolha

A maioria dos eleitores já decidiu se votará em Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais. Levantamento do Datafolha realizado entre quarta-feira (24) e quinta-feira (25) mostra que 91% dos entrevistados disseram que não mudarão mais as suas escolhas.

Trata-se de número praticamente idêntico ao apresentado em pesquisa anterior do Datafolha, realizada nos dias 17 e 18 de outubro, que mostrava que 90% dos entrevistados já haviam definido seus votos.

Entre os eleitores do candidato do PSL, o grau de decisão é ligeiramente superior. Nesse grupo, 94% disseram que estão totalmente decididos a votar em Bolsonaro, e 6% admitem a possibilidade de mudar de ideia. A pesquisa anterior do Datafolha apontou que 95% dos eleitores do militar tinham certeza do voto.

Entre aqueles que preferem Haddad, 91% dizem que não mudarão o voto, índice superior ao apresentado na pesquisa anterior, de 89%. Sendo assim, 9% ainda deixam aberta a chance de trocarem de escolha.

Pesquisa do Datafolha de intenção de votos divulgada na quinta-feira mostrou que a distância entre os candidatos caiu de 18 para 12 pontos em uma semana. No levantamento passado, feito em 17 e 18 de outubro, a diferença era de 59% a 41%. Tanto a queda de Bolsonaro quanto a subida de Haddad se deram acima da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

O Datafolha entrevistou 9.173 eleitores em 341 cidades. O levantamento foi registrado no TSE sob o número BR-05743/2018. O resultado é a mais expressiva mudança na curva das intenções de voto no segundo turno até aqui, e reflete um período de exposição negativa para o deputado do PSL.

 

Comentários