Dois ônibus e um posto da Brigada Militar foram atacados na Zona Sul de Porto Alegre

Ônibus da linha Prado  ficou completamente destruído pelo fogo.  (Foto: Divulgação/Brigada Militar)

Dois ônibus e um posto da Brigada Militar foram alvos de ataques entre a noite de sexta-feira e a noite desse sábado, na Zona Sul de Porto Alegre. A polícia acredita que os episódios sejam retaliações de criminosos por causa da morte de um suspeito na região.

O primeiro ataque ocorreu por volta das 22h de sexta-feira, quando um ônibus da Brigada Militar foi alvejado com tiros, no bairro Nonoai.

Conforme a polícia, antes do ataque, uma guarnição se deparou com oito homens armados. Um dos suspeitos não obedeceu a ordem de parada e seguiu em fuga pelas ruas Orfanotrófio e Dona Cristina, no bairro Alto Teresópolis. Ao chegar em um beco, houve um confronto e um dos suspeitos foi baleado e morreu.

No início da manhã de sábado, um posto da Brigada Militar, também na Zona Sul da capital, sofreu um atentado. Suspeitos, em uma motocicleta, pararam em frente ao local e abriram fogo. Mais de 20 disparos foram efetuados. Foram encontrados quatro projéteis, 19 cápsulas deflagradas e uma munição intacta. Ninguém ficou ferido.

O segundo incêndio, dessa vez a um coletivo, ocorreu na noite desse sábado. Um ônibus da empresa STS, que faz a linha Prado, foi incendiado na Rua Octavio de Souza, no bairro Teresópolis. Segundo a Brigada Militar, o ataque foi feito por quatro homens armados que usaram gasolina para atear fogo no veículo. Eles pediram que todos descessem do carro.

Após o incêndio, as linhas de ônibus Medianeira, Orfanotrófio e Prado deixaram de operar.

The post Dois ônibus e um posto da Brigada Militar foram atacados na Zona Sul de Porto Alegre appeared first on O Sul.

Comentários

Comentários

35 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.