Ônibus e lotação testam pagamento com cartão de crédito e débito em Porto Alegre

A partir desta terça-feira (21), passageiros da lotação 02.1 – Menino Deus já podem utilizar cartão de crédito, débito e pré-pago para pagar a tarifa. O projeto piloto deve melhorar a segurança e facilitar o acesso ao sistema, possibilitando maior praticidade aos passageiros do transporte público. Nesta quarta-feira (22), a fase de testes começa na linha de ônibus T1, da Carris. Porto Alegre é a primeira capital do país a testar a tecnologia no transporte público municipal.

O primeiro teste foi feito pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, no terminal da avenida Borges de Medeiros. Ao aproximar o cartão com a tecnologia Contactless (sem contato, na tradução literal), o valor é debitado na fatura ou da conta do usuário. “Essa inovação garante mais segurança no transporte público, porque diminui a circulação de dinheiro e agiliza todo o processo. Temos que buscar cada vez mais parceiros que nos permitam inovar e desenvolver soluções tecnológicas para construirmos a Porto Alegre que queremos.”

As vantagens dos cartões “sem contato” são o uso simplificado, o tempo de validação mais rápido e a alta durabilidade tanto do cartão quanto das leitoras, já que o plástico não necessita ser inserido, somente encostado no validador. Os testes serão realizados durante 30 dias com cartões bancários sem contato.

O diretor da Autopass, Rubens Gil Filho, destacou o pioneirismo da iniciativa. “Porto Alegre é a primeira cidade da América Latina a disponibilizar esse serviço no transporte público”, garantiu.

Conforme o diretor técnico da Procempa, Michel Costa, seguindo a estratégia de inovação e de tendências em mobilidade urbana, a prefeitura inicia esse piloto com o objetivo de testar e expandir a tecnologia para o transporte público da Capital. “O cartão com essa tecnologia já pode ser solicitado por qualquer usuário ao gerente no seu banco. Para fazer o pagamento no ônibus ou lotação é simples: basta aproximar o cartão do leitor”, explicou.

Os testes são desenvolvidos com a tecnologia da empresa Autopass, especializada no setor de inovação de meios de pagamento para mobilidade urbana, sem custos para o município e para a Associação dos Transportadores de Passageiros por Lotação.

Comentários