Operação Avante efetua quase 3 mil prisões em 200 dias de atuação

Em 200 dias de atuação, a Operação Avante da BM (Brigada Militar) efetuou 2.687 prisões, o que significa uma média de 13 por dia. Em continuidade, a BM desenvolveu, na manhã desta segunda-feira (22), ação em Porto Alegre e Região Metropolitana, com mais de 200 policiais militares, 60 viaturas, além de motos e cavalos.

A ação de hoje conta com o apoio do helicóptero AW Koala, do Batalhão de Aviação da BM, que possui equipamentos como farol de busca, guincho e gancho suporte para imageador térmico. O helicóptero tem sido utilizado no policiamento nas etapas da Operação Avante durante as ações do Comando de Policiamento da Capital, Comando de Policiamento Metropolitano e Vale do Rio dos Sinos.

Balanço

No balanço geral dos 200 dias foram retiradas das ruas 353 armas de fogo, 169 foragidos foram recapturados e mais de 8.680 mil munições foram apreendidas, a maioria de fuzil, além de 132 armas brancas, 294 quilos de drogas (cocaína, maconha e crack) e recolhidos R$ 322 mil sem procedência. Ainda durante o período, os policiais militares abordaram 252.871 mil pessoas, fiscalizaram 134.166 mil veículos em barreiras móveis, com 4.302 autuações por infrações de trânsito, recolhendo 2.142 veiculos, além de inspeções em bares, casas noturnas e desmanches.

De acordo com o subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Andreis Silvio Dal’Lago, os resultados positivos apontam para o acerto da operação com base na inteligência e na análise criminal. “Estamos trabalhando com metas e ações definidas. Nesses 200 dias conseguimos reduzir os delitos contra a vida e o patrimônio. Com o apoio da Operação Avante Centro, iniciada em maio deste ano, tivemos também uma diminuição significativa nos indicadores de roubo a pedestre, a estabelecimento comercial e a transporte público no centro de Porto Alegre”, afirmou.

No início do mês de agosto, a Brigada Militar anunciou a ampliação do efetivo da Operação Avante na capital, com o reforço de mais de 200 policiais militares. A medida foi possível pelo aporte de recursos do Plano Estadual de Segurança Pública.

Comentários