Operação combate a fabricação irregular de álcool em gel na Região Metropolitana de Porto Alegre

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Canoas. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil realizou em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, uma operação conjunta com a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor e a Vigilância Sanitária Municipal para combater a fabricação irregular de álcool em gel.

Durante a ação, deflagrada na quinta-feira (11), foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão. Em uma farmácia de manipulação na avenida Florianópolis, no bairro Mathias Velho, foram encontrados produtos sem garantia de procedência e frascos de álcool em gel sem rotulagem.

Na rua Vitor Kessler, no Centro, os agentes encontraram frascos de álcool em gel idênticos àqueles fabricados na avenida Florianópolis, demonstrando a ligação entre os dois estabelecimentos.

Os produtos foram encaminhados para análise do Lacen (Laboratório Central do Estado) e do IGP (Instituto-Geral de Perícias). Ninguém foi preso na operação, porém, os responsáveis pelos estabelecimentos poderão responder por crime de falsificação de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais.

“O consumidor deve evitar adquirir álcool em gel sem procedência, sempre observando no rótulo do produto as especificações técnicas que forneçam dados de procedência como indicativo de composição, finalidade, modo de usar, prazo de validade, dados do fabricante, precauções etc”, afirmou a Polícia Civil.

Comentários