Operação contra falsificações de atestados médicos para libertar detentos é realizada em Porto Alegre

Agentes do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) deflagraram, na manhã desta quinta-feira (07), em Porto Alegre, a segunda fase da Operação Avocat.

Os policiais civis cumpriram ordens judiciais relacionadas às falsificações de atestados médicos apresentados em processos judiciais para libertar detentos em meio à pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Sul.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em uma residência e em um escritório de advocacia. Os agentes apreenderam documentos e um computador.

A operação também visou cumprir um mandado de prisão preventiva, mas o suspeito não foi localizado e é considerado foragido.

Comentários