Operação da Polícia Federal cumpre mais de 400 mandados de prisão contra facção criminosa no Rio Grande do Sul e em 18 Estados e no DF

Uma megaoperação foi deflagrada pela PF (Polícia Federal) na manhã desta segunda-feira (31), em 19 Estados e no Distrito Federal, contra uma facção criminosa ligada ao tráfico de drogas e com atuação em todo o país. São mais de 600 mandados sendo cumpridos, tendo como alvos membros do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Cerca de 1,1 mil agentes da PF participam da ofensiva. São 422 mandados de prisão preventiva e 201 de busca e apreensão, além do bloqueio judicial de até R$ 252 milhões.

No Rio Grande do Sul, são 12 ordens judiciais – sete de prisão e cinco de busca e apreensão –, nas cidades de Canoas, Alvorada, Charqueadas e Gravataí. Os crimes investigados são participação em organização criminosa, associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Investigação

A investigação da PF identificou 210 integrantes do “alto escalão da facção”, recolhidos em presídios federais, que recebiam valores mensais por terem ocupado “cargos de relevo” na organização ou terem executado missões determinadas pelos líderes como, por exemplo, execuções de servidores públicos.

Para garantir o recebimento do “auxílio”, os integrantes do grupo indicavam contas de terceiros não pertencentes à facção para que os valores, vindos de atividades ilícitas, ficassem ocultos e supostamente fora do alcance da Justiça.

Comentários