“Operador financeiro” de Temer: Coronel Lima, esconde celulares no sofá, durante prisão

Um dos presos por envolvimento criminoso com o ex-presidente Michel Temer, João Batista Lima Filho, o coronel Lima, escondeu dois celulares, durante investigação da polícia. Os aparelho foram localizados pelos agentes dentro do sofá de Lima, em sua casa, na zona sul de São Paulo.

O coronel foi apontado como “operador financeiro” de Temer, no pedido de prisão de ambos. o documento ainda apontou que ele recebia em nome do ex-presidente “valores indevidos”. A sentença foi proferida pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. João Batista Lima Filho é amigo pessoal do ex-presidente Michel Temer desde 1980. O advogado de Lima, Cristiano Benzota disse que não vai se manifestar por enquanto.

Durante a investigação da chamada Operação Descontaminação, a mulher do coronel, Maria Rita Fratezi, também foi presa. Na residência de ambos também foram apreendidos diversos relógios do coronel.


Comentários