Organização Mundial da Saúde alerta que a pandemia do coronavírus continua acelerando no mundo

Legenda da imagem: “Sabemos que a pandemia é muito mais que uma crise de saúde, é uma crise econômica, social e, em muitos países, política”, disse Tedros Adhanom. (Foto: Reprodução)

Em mensagem de alerta, o diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou nesta segunda-feira (22) que a pandemia de Covid-19 continua acelerando no mundo. Em apenas oito dias foram registrados um milhão de casos em diversos países.

“Sabemos que a pandemia é muito mais que uma crise de saúde, é uma crise econômica, social e, em muitos países, política. Seus efeitos serão sentidos durante décadas”, afirmou, em uma conferência virtual organizada por Dubai.

Dados de domingo (21) mostram recorde de registros em 24 horas: cerca de 183 mil. O anterior era da última quinta-feira (18), quando a OMS contabilizou 181,2 mil casos. O número de mortes chegou a 461.715. De acordo com a entidade, o maior aumento foi nas Américas do Norte e do Sul, com mais de 116 mil novos casos. Quase metade dos doentes e mortos pelo coronavírus estão concentrados no continente.

O Brasil segue como um dos epicentros mundiais da pandemia, com o segundo maior número de casos e de mortos pela Covid-19 depois dos Estados Unidos, e apresenta muitas diferenças regionais.

Comentários