Organização Mundial da Saúde diz que a estabilização da pandemia de coronavírus no Brasil é significativa

No entanto, a OMS destaca que a situação atual não é sinônimo de segurança. (Foto: Reprodução)

O diretor de Emergências da OMS (Organização Mundial da Saúde), Michael Ryan, afirmou nesta segunda-feira (12) que os dados que indicam a estabilização e a queda dos principais indicadores da Covid-19 no Brasil são significativos, mas o País ainda tem números muito altos e a situação atual não é sinônimo de segurança.

“Nenhum país está fora de perigo ainda”, disse Ryan. Ele destacou que o Brasil é uma nação muito grande e explicou que os registros nacionais podem estar em queda, mas que em determinadas áreas a contaminação pode estar aumentando.

“Como vimos nos últimos meses, o número de casos reduzido não significa que o surto não vai voltar. Precisamos continuar vigilantes. O Brasil é um país grande e precisamos ter atenção aos lugares onde os números ainda seguem em alta”, declarou.

O Brasil ultrapassou as 150 mil mortes por coronavírus e registra mais de 5 milhões de casos confirmados de Covid-19.

Comentários