Os Estados Unidos registram pela primeira vez mais de 100 mil casos diários de coronavírus

O recorde anterior era de 30 de outubro, quando haviam sido registradas 99.321 novas infecções em 24 horas. (Foto: Reprodução)

Ao menos 5 países – Estados Unidos, Polônia, República Tcheca, Ucrânia e Rússia – registraram, nos últimos dois dias, recordes de novos casos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Nos Estados Unidos, pela primeira vez, foram registradas mais de 100 mil novas infecções em 24 horas, segundo monitoramento da universidade americana Johns Hopkins, com 102.831 novos casos na quarta-feira (04).

O recorde anterior era de 30 de outubro, quando haviam sido registradas 99.321 novas infecções em 24 horas. O país também teve 1.097 mortes registradas na quarta-feira, levando o total a 233.717, o maior número do mundo. O Brasil está em segundo lugar, com 161.196 óbitos até as 8h desta quinta-feira (05), segundo o consórcio de veículos de imprensa.

Polônia

Na Polônia, foram registrados 27.143 novos casos nas últimas 24 horas, segundo anúncio feito nesta quinta-feira pelo governo do país. Também foram registradas 367 mortes no mesmo período.

O número quase alcançou o recorde diário estabelecido na quarta-feira, quando houve 373 mortes pela doença em solo polonês.

O governo do país promete medidas mais duras para conter a transmissão do vírus se a média diária de novos casos ficar entre 29 e 30 mil por uma semana. A maioria das lojas de shoppings, teatros, museus, galerias e cinemas vai fechar a partir de sábado (07), segundo a agência de notícias Reuters.

As escolas que já não tenham aulas remotas passarão a adotá-las a partir de segunda-feira (09), e hotéis ficarão abertos apenas para hóspedes a negócios.

Comentários